Tribunal Pleno do TJAM aprova transformação de Vara em Juizado da Fazenda Pública

Tribunal Pleno do TJAM aprova transformação de Vara em Juizado da Fazenda Pública

O Pleno do Tribunal de Justiça do Amazonas aprovou ontem (09/11), por unanimidade, resolução que transforma a 5.ª Vara da Fazenda Pública em 2.ª Vara do Juizado Especial da Fazenda Pública Estadual e Municipal da Comarca de Manaus. A sessão desta terça foi a primeira realizada de forma híbrida desde que o Tribunal retomou as atividades integralmente presenciais, no último dia 3.

De acordo com a proposta apresentada à análise do Pleno, o TJAM registrou aumento no volume de serviços no Juizado Especial da Fazenda, com saldo de distribuição de processos e acervo do juízo que extrapola a soma de todas as outras cinco Varas da Fazenda juntas.

Por isso, a implementação do 2.º Juizado Especial da Fazenda Pública irá reduzir a quantidade de serviços hoje concentrados no 1.º Juizado. Pela proposta, “a transformação da 5.ª Vara da Fazenda ensejaria redistribuição equitativa do acervo às Varas remanescentes, equilibrando o quadro de acervo entre as Varas da Fazenda Pública, sem comprometimento do fluxo moderado de demandas”, afirma a justificativa.

Conforme a aprovação aprovada, os processos em tramitação no Juizado Especial da Fazenda Pública Estadual e Municipal que já funciona no segundo andar do Fórum Cível Des.ª Euza Maria Naice de Vasconcellos serão redistribuídos para a nova Vara do Juizado até que se estabeleça relativa equidade quantitativa de processos, sendo proibida a redistribuição de processo com instrução processual processada.

Sessão híbrida

Os membros do Tribunal Pleno participaram da sessão semanal de forma híbrida, com parte do colegiado presente no Plenário Ataliba David Antonio, na Sede do TJAM, no Aleixo, em Manaus, e parte dos desembargadores participando por videoconferência.

O plenário foi totalmente adaptado com placas de acrílico nas mesas e indicativos de separação nas cadeiras do público; também na entrada foi feita aferição de temperatura e disponibilizado álcool em gel para higienização das mãos em atenção às medidas sanitárias.

A sessão começou com uma discussão administrativa e após 30 minutos seguiu com a análise dos processos administrativos e judiciais, anotação conduzida pelo presidente do TJAM, desembargador Domingos Chalub, depois pelo desembargador Paulo Caminha e Lima. A reunião foi transmitida pelo canal do TJAM na plataforma do YouTube ( https://www.youtube.com/watch?v=q9dCh4ut0jc ).

No plenário, também foram realizadas sustentações orais em um processo sobre honorários advocatícios de profissionais que atuaram para o mesmo cliente em uma causa, cujo julgamento foi suspenso após pedido de vista para análise do assunto.

Fonte: Asscom TJAM

Leia mais

Direito à informações é prerrogativa da Defensoria Pública do Amazonas

Ter acesso às informações que são requisitadas dos órgãos públicos é prerrogativa constitucional da Defensoria Pública do Amazonas, mormente porque a Instituição atua na...

Para TJAM, havendo grave comprometimento da ordem pública não há espaço para a liberdade

Célio Domingos da Silva teve pedido de habeas corpus negado pela Desembargadora Carla Maria Santos dos Reis nos autos do processo nº 4004745-35.2021.8.04.0000, mantendo-se...

Mais Lidas

Justiça do Amazonas garante o direito de mulher permanecer com o nome de casada após divórcio

O desembargador Flávio Humberto Pascarelli, da 3ª Câmara Cível...

Diagnóstico unilateral sobre medição de contadores pela Amazonas Energia é vexatório a consumidor

A concessionária de energia elétrica Amazonas Energia não pode...

Homem que ofereceu carona e estuprou adolescente a caminho da escola em Barreirinha-Am é condenado

Nos autos do processo nº0000395-28.2018.8.04.2700, Josinaldo Souza Teixeira recorreu...

Últimas

Pai, madrasta e avó são condenados pelo Conselho de Sentença no TJRO

Terminou em condenação para os três acusados de matar por espancamento e tortura a menina Lauanny Hester Rodrigues, na...

Juiz não está impedido de atuar em processo que tem parte instituição que exerce magistério

A 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) julgou prejudicado o incidente de impedimento de um...

TRF1: É constitucional a fixação de taxa para expedição de ART pelo conselho profissional

A 7ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) decidiu pela legitimidade da fixação de valor da...

STJ mantém prisão de PM acusado pela morte de criança de cinco anos durante patrulhamento no RJ

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Ribeiro Dantas, em decisão monocrática, manteve a prisão do policial militar...