TJAM suspende prazos de validade de concursos de servidores, conforme recomendação do CNJ

TJAM suspende prazos de validade de concursos de servidores, conforme recomendação do CNJ

O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas, desembargador Domingos Chalub, determinou a suspensão do prazo de vigência dos concursos públicos para servidores referentes ao Edital n.º 1 –TJAM, de 2 de julho de 2019, e ao Edital n.° 1/2015 -CP8ª, até 31/12/2021.

A medida tem amparo na Recomendação CNJ n° 96/2021, que alterou o artigo 1.º, caput, e parágrafo 2.º da Recomendação CNJ n.° 64/2020, a qual recomendava a suspensão dos prazos de validade dos concursos públicos realizados durante a vigência do Decreto Legislativo n.º 6, de 20 de março de 2020, ou seja, a suspensão se daria entre o período de 20/03/2020 até o dia 31/12/2020.

Com a alteração, a nova recomendação aos tribunais foi para avaliarem a pertinência de prorrogar, até 31/12/2021, a suspensão dos prazos de validade dos concursos públicos vigentes, tendo em conta as necessidades sanitárias da localidade. Para tanto, deveriam ser considerados os concursos públicos realizados pelo Judiciário com prazos de validade não expirados até a data da publicação da recomendação.

Esta recomendação foi adotada pelo TJAM, que tinha dois editais em vigor, os quais tiveram os prazos de validade suspensos e, de acordo com o recomendado pelo CNJ, terão os prazos retomados a partir de 01/01/2022.

O Edital n.º 1 –TJAM, de 2 de julho de 2019, com prazo de validade de dois anos, contados a partir da publicação da homologação do resultado final, prorrogável uma única vez por igual período, teve o resultado final homologado pelo Tribunal Pleno em 28/07/2020 e a publicação no Diário da Justiça Eletrônico de 30/07/2020.

E o Edital n.° 1/2015 – CP8.ª, realizado para provimento de cargos para as comarcas da 8.ª Sub-região, tinha como data de validade 22/06/2020, e considerando a Recomendação CNJ n.° 64/2020, o prazo ficou suspenso entre 06/03/2020 e 31/12/2020. E após a retomada da contagem dos prazos, a vigência do concurso seria encerrada em 05/04/2021, mas com a prorrogação pelo presidente do TJAM, seguindo a Recomendação n.° 96/2021, passou a estar em vigor.

Fonte: Asscom TJAM

Leia mais

Mãe de filhos menores de 12 anos tem prisão domiciliar assegurada em Habeas Corpus em Manaus

O Tribunal de Justiça do Amazonas em voto conduzido pelo Desembargador José Hamilton Saraiva dos Santos, nos autos do processo de Habeas Corpus nº...

Trabalho informal não retira de idoso no Amazonas direito de receber benefício do INSS

Em ação que objetivou a concessão de benefício social regulado pelo LOAS - Lei Orgânica da Assistência Social, o idoso Waldir Rebelo de Moraes,...

Mais Lidas

Últimas

Mãe de filhos menores de 12 anos tem prisão domiciliar assegurada em Habeas Corpus em Manaus

O Tribunal de Justiça do Amazonas em voto conduzido pelo Desembargador José Hamilton Saraiva dos Santos, nos autos do...

Trabalho informal não retira de idoso no Amazonas direito de receber benefício do INSS

Em ação que objetivou a concessão de benefício social regulado pelo LOAS - Lei Orgânica da Assistência Social, o...

Vacinação de crianças é garantia constitucional, diz conselheiro do CNJ

A garantia constitucional dos direitos fundamentais de crianças e adolescentes, incluindo o direito à vacinação contra a Covid-19, será...

Órfãos de vítimas de feminicídio têm apoio da Defensoria Pública no Amazonas

Em 2017, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) concluiu que o Amazonas era o terceiro estado com maior proporção...