Semana da Conciliação inicia nesta segunda-feira com mais de 10 mil audiências no Amazonas

Semana da Conciliação inicia nesta segunda-feira com mais de 10 mil audiências no Amazonas

A partir de uma mobilização do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), mais de 10 mil audiências judiciais devem ocorrer no Amazonas, a partir desta segunda-feira (8), durante as atividades da “Semana Nacional da Conciliação (SNC)”. O evento se estenderá até sexta-feira (dia 12 de novembro) em todo o País com sessões judiciais conciliatórias na Justiça do Trabalho, Federal e Estadual e coordenado regionalmente, neste último segmento, pela Corregedoria-Geral de Justiça (CGJ/AM).

Na Justiça Estadual do Amazonas, 4.755 foram agendadas para ocorrer na capital e 6.236 nas comarcas do interior e a perspectiva da Corregedoria de Justiça é contribuir com a conclusão de processos por meio de acordos de conciliação firmados consensualmente pelas partes processuais.

A exemplo do formato adotado em 2020, quando 20.782 pessoas participaram das audiências promovidas pela Justiça Estadual, no Amazonas, durante o evento deste ano, para prevenir o contágio pela covid-19 as sessões conciliatórias ocorrerão, preferencialmente, por meio virtual, mas com a perspectiva de atender uma quantidade similar ou maior de pessoas.

A corregedora-geral de Justiça, desembargadora Nélia Caminha, destacou que os trabalhos preparativos para o mutirão de audiências coincide com a retomada, em 100%, dos trabalhos presenciais do Poder Judiciário Estadual, cujo efetivo retornou em sua totalidade suas atividades na última semana.

Sobre a Semana da Conciliação, a corregedora enfatizou que os trabalhos preparativos e logísticos iniciaram há três meses no Amazonas, e com o início dos trabalhos nesta segunda-feira (8), a intenção é oportunizar a centenas de pessoas a conclusão dos processos em que são partes.

“A mobilização é uma campanha em que todos os tribunais do País participam e da qual o Tribunal de Justiça do Amazonas não poderia ficar de fora. Neste ano de 2021, a campanha chega à 16.ª edição e, somente no Justiça Estadual, mais de 10 mil audiências foram agendadas para ocorrer no período de 8 a 12 de novembro, em um esforço concentrado com sessões em todos os fóruns da capital e do interior. Assim sendo, esperando o êxito do trabalho pretendido, convocamos todas as pessoas com audiências agendadas a participar destas, assim como motivamos a sociedade a compreender a importância da conciliação como método eficaz para resolução de conflitos”, destacou a desembargadora Nélia Caminha.

Conforme a Corregedoria, neste ano de 2021, além das audiências na modalidade virtual, para prevenir o contágio pela covid-19, em situações específicas e com as devidas providências em prevenção ao contágio pelo novo coronavírus, sessões presenciais também serão realizadas e no período do evento as unidades judiciárias do Tribunal de Justiça atuarão em horário estendido (além do período de expediente convencional), realizando audiências das 8h às 16h30.

Fonte: Asscom TJAM

Leia mais

Direito à informações é prerrogativa da Defensoria Pública do Amazonas

Ter acesso às informações que são requisitadas dos órgãos públicos é prerrogativa constitucional da Defensoria Pública do Amazonas, mormente porque a Instituição atua na...

Para TJAM, havendo grave comprometimento da ordem pública não há espaço para a liberdade

Célio Domingos da Silva teve pedido de habeas corpus negado pela Desembargadora Carla Maria Santos dos Reis nos autos do processo nº 4004745-35.2021.8.04.0000, mantendo-se...

Mais Lidas

Justiça do Amazonas garante o direito de mulher permanecer com o nome de casada após divórcio

O desembargador Flávio Humberto Pascarelli, da 3ª Câmara Cível...

Diagnóstico unilateral sobre medição de contadores pela Amazonas Energia é vexatório a consumidor

A concessionária de energia elétrica Amazonas Energia não pode...

Homem que ofereceu carona e estuprou adolescente a caminho da escola em Barreirinha-Am é condenado

Nos autos do processo nº0000395-28.2018.8.04.2700, Josinaldo Souza Teixeira recorreu...

Últimas

Pai, madrasta e avó são condenados pelo Conselho de Sentença no TJRO

Terminou em condenação para os três acusados de matar por espancamento e tortura a menina Lauanny Hester Rodrigues, na...

Juiz não está impedido de atuar em processo que tem parte instituição que exerce magistério

A 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) julgou prejudicado o incidente de impedimento de um...

TRF1: É constitucional a fixação de taxa para expedição de ART pelo conselho profissional

A 7ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) decidiu pela legitimidade da fixação de valor da...

STJ mantém prisão de PM acusado pela morte de criança de cinco anos durante patrulhamento no RJ

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Ribeiro Dantas, em decisão monocrática, manteve a prisão do policial militar...