Ouvidoria do TCE-AM promove oficina para gestores e coordenadores do projeto Ouvidoria Estudantil

Ouvidoria do TCE-AM promove oficina para gestores e coordenadores do projeto Ouvidoria Estudantil

Na manhã desta quarta-feira (13), a Ouvidoria do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) realizou a ‘Oficina de Gestão da Ouvidoria Estudantil nas escolas’, o encontro ocorreu na Escola de Contas Públicas da Corte de Contas amazonense.
Com o intuito de explicar os detalhes do projeto, esclarecer dúvidas e buscar alternativas para a adaptação da Ouvidoria Estudantil à realidade das escolas, a Ouvidoria do TCE-AM reuniu os gestores e coordenadores das instituições de ensino que participam do projeto.
“Promovemos esse encontro porque nós queremos ouvir os gestores, que estão no dia a dia com os alunos, se o projeto está alinhado, realmente, à realidade das escolas. Ou seja, se o que foi proposto tem como ser atingido. Além de esclarecer dúvidas e elaborar, em conjuntos, alternativas para possíveis problemas”, disse o diretor da Ouvidoria do TCE-AM, Harleson Arueira.
A reunião contou, ainda, com a fala do secretário da Secretaria de Controle Externo (Secex) do Tribunal, Jorge Lobo, que falou sobre a existência de um departamento específico de educação para tratar as demandas referentes à Ouvidoria Estudantil.
O projeto é uma parceria da Ouvidoria do TCE-AM com a Secretaria Municipal de Educação de Manaus (Semed), e tem como objetivo capacitar os alunos da rede pública de ensino, promovendo o protagonismo estudantil na gestão escolar, bem como a participação cidadã, além de fortalecer o controle social.
As escolas que participam do Ouvidoria Estudantil são Abílio Alencar, Abílio Nery, Ana Mota Braga, Antônia Pereira, Aristófanes Bezerra de Castro, Dalvina Oliveira, Dulcenides dos Santos, Jarlece da Conceição, Lucila Freitas, Raimundo Nonato Magalhães Cordeiro, Rodolpho Valle, Síria Mamed, Vila Da Felicidade e Waldir Garcia.
Fonte: Asscom TCE-AM

Leia mais

No Amazonas, beijos na boca de criança sugerem estupro de vulnerável e não importunação sexual

Pedro Silva de Braga foi denunciado pelo Ministério Público de São Gabriel da Cachoeira pela prática do crime de estupro de vulnerável porque praticou...

Surdez unilateral não concede vaga em concurso a pessoa com deficiência no Amazonas

O portador de surdez unilateral não se qualifica como pessoa com deficiência para o fim de disputar as vagas reservadas em concursos públicos assim...

Mais Lidas

Justiça do Amazonas garante o direito de mulher permanecer com o nome de casada após divórcio

O desembargador Flávio Humberto Pascarelli, da 3ª Câmara Cível...

Professora de Manaus ganha direito a indenização por contrato temporário que excede prazo de 2 anos

Nos autos do processo nº 0665343-39.2019.8.04.0001 que tramitou na...

Gratificação de motorista de viatura Militar no Amazonas se aplica ao soldo, decide Tribunal

Nos autos do processo nº 0244691-47.2011, em julgamento de...

Últimas

Em Santa Catarina, homem é condenado por desacato ao ofender enfermeira através das redes sociais

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina condenou um homem a seis meses de detenção, em regime semiaberto, por...

Dano moral a mulher que, barrada na alfândega por Covid, teve mala extraviada em Roma

Uma mulher que teve sua bagagem extraviada após não conseguir entrar na Itália, em face das restrições impostas pela...

Conselheiro do TCE-AM vai ministrar palestra em curso promovido pelo TJAM

O conselheiro-ouvidor do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), Érico Desterro, participará do ciclo de palestras promovido pela Escola...

No Amazonas, beijos na boca de criança sugerem estupro de vulnerável e não importunação sexual

Pedro Silva de Braga foi denunciado pelo Ministério Público de São Gabriel da Cachoeira pela prática do crime de...