TCE/AM admite representação para apurar irregularidades em Licitação em Anori

TCE/AM admite representação para apurar irregularidades em Licitação em Anori

O Ministério Público de Contas moveu o processo nº 16.684/2021 contra a Prefeitura de Anori junto ao Tribunal de Contas do Estado do Amazonas, indicando que o Prefeito Reginaldo Nazaré da Costa, possivelmente, tenha cometido irregularidades em licitação, na modalidade Pregão Presencial de nº 021/2021, cujo objeto é a aquisição de material de construção. A medida foi proposta pela Procuradora de Contas Elissandra Monteiro Freire, em autos que foram admitidos por despacho do Conselheiro Presidente Mário Manoel Coelho de Mello.

A Presidência do TCE/Am lançou entendimento que seja competente para prover cautelares a fim de neutralizar as situações de lesividade ao interesse público. No caso, debate-se no processo sobre a finalidade de pregão presencial, que, no caso concreto, segundo consta nos autos “não é a modalidade presencial a mais indicada para permitir a participação do maior número possível de interessados, conforme a justificativa do ato atacado da Prefeitura de Anori.

Detectou o Ministério Público de Contas do Amazonas que, no pregão presencial atacado, nos termos da Ata da Sessão realizado no dia 26.02.2021, apenas compareceram as empresas vencedoras do certame, quais sejam, Julyio Comercial Ltda e Constrular Serviços de Construções. 

Há, segundo a ótica do MPC um conluio entre as empresas e a Prefeitura de Anori, uma vez que, por três anos seguidos as empresas vencedoras se constituem nas mesmas e únicas participantes do certame. Quanto a empresa MJC Brandão passou a fazer parte do grupo beneficiado em 2020.

Outras irregularidades foram mencionadas na representação, dentre as quais o fato de que “a previsão de uma infinidade de atividades econômicas sem qualquer relação de umas com as outras”, possam indicar que determinada empresa existe única e exclusivamente para participar de licitação com o poder público, sem possuir, de fato, qualificação específica.

Leia o despacho do TCE/AM em páginas extraídas do Diário Oficial Eletrônico

Leia mais

Réus condenados em Operação Espinhel em Manaus têm penas redimensionadas em recurso

Denys Farias Campos e Leidiane Coelho Maciel que foram condenados pela juíza da 2ª. Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Substâncias...

Tráfico de drogas apurado por telefone dispensa apreensão do material entorpecente, diz TJ/Amazonas

Basta que um dos 18 núcleos verbais descritos no artigo 33, caput, da Lei 11.343/2006 se evidencie com a prática do ilícito de tráfico...

Mais Lidas

Justiça do Amazonas garante o direito de mulher permanecer com o nome de casada após divórcio

O desembargador Flávio Humberto Pascarelli, da 3ª Câmara Cível...

Diagnóstico unilateral sobre medição de contadores pela Amazonas Energia é vexatório a consumidor

A concessionária de energia elétrica Amazonas Energia não pode...

Homem que ofereceu carona e estuprou adolescente a caminho da escola em Barreirinha-Am é condenado

Nos autos do processo nº0000395-28.2018.8.04.2700, Josinaldo Souza Teixeira recorreu...

Últimas

Fotógrafo que abusava de mulheres durante ensaios é condenado em Florianópolis

O juízo da 4ª Vara Criminal da Comarca da Capital sentenciou um fotógrafo que praticava atos libidinosos contra mulheres...

TCE-AM julgará contas de Arthur Virgílio e Wilson Lima na próxima semana

O Pleno do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) julgará as contas do ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto,...

Aeronautas aceitam proposta do TST e suspendem greve anunciada para esta segunda-feira (29)

O Sindicato Nacional dos Aeroviários aceitou, neste sábado (27), a proposta apresentada pelo ministro Agra Belmonte, do Tribunal Superior...

Réus condenados em Operação Espinhel em Manaus têm penas redimensionadas em recurso

Denys Farias Campos e Leidiane Coelho Maciel que foram condenados pela juíza da 2ª. Vara Especializada em Crimes de...