Polo da DPE no Baixo Amazonas realiza mutirão de atendimento em Parintins para a área de família

Polo da DPE no Baixo Amazonas realiza mutirão de atendimento em Parintins para a área de família

A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) no Polo do Baixo Amazonas está realizando um mutirão de atendimento para a área de Direito de Família, nesta terça, quarta e quinta-feira, dias 5, 6 e 7 de outubro. O atendimento é presencial, por meio de agendamento prévio, feito na sede do polo, localizado na Rua Paraíba, n° 3771, bairro Itaúna I, ou pelo número de contato: (92) 98455-6153. O atendimento é realizado também na sede da DPE-AM.

Estão sendo ofertados os serviços de divórcio, pensão alimentícia (oferta, exoneração e revisão de alimentos), guarda (regular e modificação), investigação de paternidade, adoção, declaração de união estável, divisão de bens e curatela, dentre outros.

A defensora pública Renata Visco, que atua no Polo do Baixo Amazonas, explica que o agendamento é importante para evitar qualquer tipo de aglomeração na sede. Foram disponibilizadas 120 vagas. “Mas muitas pessoas estão comparecendo pra agendar e já estamos fazendo os atendimentos”, afirma a defensora.

Ainda de acordo com Renata Visco, neste primeiro dia de mutirão foram realizados em torno de 50 atendimentos. Ainda há vagas disponíveis para a quinta-feira, dia 7.

“Para o agendamento, pedimos que entrem em contato com o nosso número de telefone (92) 98455-6153 ou compareçam à sede da instituição para que sejam agendados. É necessário que no dia do atendimento os interessados estejam com a documentação necessária e se apresentem no local 10 minutos antes do horário agendado e que apenas venham acompanhados caso seja realmente necessário”, destaca a defensora.

Fonte:Asscom DPEAM

Leia mais

No Amazonas, beijos na boca de criança sugerem estupro de vulnerável e não importunação sexual

Pedro Silva de Braga foi denunciado pelo Ministério Público de São Gabriel da Cachoeira pela prática do crime de estupro de vulnerável porque praticou...

Surdez unilateral não concede vaga em concurso a pessoa com deficiência no Amazonas

O portador de surdez unilateral não se qualifica como pessoa com deficiência para o fim de disputar as vagas reservadas em concursos públicos assim...

Mais Lidas

Justiça do Amazonas garante o direito de mulher permanecer com o nome de casada após divórcio

O desembargador Flávio Humberto Pascarelli, da 3ª Câmara Cível...

Professora de Manaus ganha direito a indenização por contrato temporário que excede prazo de 2 anos

Nos autos do processo nº 0665343-39.2019.8.04.0001 que tramitou na...

Gratificação de motorista de viatura Militar no Amazonas se aplica ao soldo, decide Tribunal

Nos autos do processo nº 0244691-47.2011, em julgamento de...

Últimas

Em Santa Catarina, homem é condenado por desacato ao ofender enfermeira através das redes sociais

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina condenou um homem a seis meses de detenção, em regime semiaberto, por...

Dano moral a mulher que, barrada na alfândega por Covid, teve mala extraviada em Roma

Uma mulher que teve sua bagagem extraviada após não conseguir entrar na Itália, em face das restrições impostas pela...

Conselheiro do TCE-AM vai ministrar palestra em curso promovido pelo TJAM

O conselheiro-ouvidor do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), Érico Desterro, participará do ciclo de palestras promovido pela Escola...

No Amazonas, beijos na boca de criança sugerem estupro de vulnerável e não importunação sexual

Pedro Silva de Braga foi denunciado pelo Ministério Público de São Gabriel da Cachoeira pela prática do crime de...