​Ouvidoria do TCE-AM está em ​​Parintins para receber manifestações locais

​Ouvidoria do TCE-AM está em ​​Parintins para receber manifestações locais

Desde a última segunda-feira (20), técnicos da Ouvidoria do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) estão no município de Parintins para receber manifestações locais no âmbito do projeto Ouvidoria + Presente e o programa Rodas de Cidadania.

O atendimento presencial, para receber manifestações da população local e registrá-las diretamente no sistema da Ouvidoria, começou na segunda-feira (20) e segue até a quinta-feira (23), das 8h às 13h.
“Estamos percorrendo o Amazonas para aproximar, ainda mais, o Tribunal de Contas do Amazonas à sociedade para ouvir a população e fomentar o controle social. A ação da Ouvidoria é louvável porque consegue estreitar as relações entre o poder público e as sociedades locais”, disse o presidente do TCE-AM, conselheiro Mario de Mello.

Assim como nos outros municípios já visitados, a equipe da Ouvidoria está realizando atividades de panfletagem e divulgação das ações desenvolvidas pelo setor e seus canais de comunicação.

“Nossa visita aos municípios é fundamental para aproximar o Tribunal da sociedade, ainda mais depois de um período em que não pudemos estar no interior devido à pandemia. Então, a divulgação dos canais de comunicação, juntamente, ao atendimento presencial é uma forma de fazer com que o controle social seja efetivo”, disse o conselheiro-ouvidor da Corte de Contas amazonense.

O encerramento da programação em Parintins será na próxima quinta (23), às 18h com a realização de uma audiência pública no Colégio Batista de Parintins. A audiência é um momento para que a sociedade civil e o poder público reúnam-se com intuito de expor e tratar as demandas locais, respeitando todas as medidas de segurança relacionadas à Covid-19.

Fonte: Asscom TCE-AM

Leia mais

No Amazonas, militar que responde processo não tem direito ao afastamento para reserva remunerada

O Militar que responde inquérito ou processo em qualquer jurisdição não tem direito ao afastamento para a reserva remunerada, assim concluiu o Pleno do...

Violência Doméstica: Homem é condenado pelo TJAM por ameaçar atear fogo em casa

Luís Carlos Moreira Maciel foi condenado ante o juízo da Vara Única de Nova Olinda do Norte após ser julgada procedente ação penal promovida...

Mais Lidas

Justiça do Amazonas garante o direito de mulher permanecer com o nome de casada após divórcio

O desembargador Flávio Humberto Pascarelli, da 3ª Câmara Cível...

Professora de Manaus ganha direito a indenização por contrato temporário que excede prazo de 2 anos

Nos autos do processo nº 0665343-39.2019.8.04.0001 que tramitou na...

Gratificação de motorista de viatura Militar no Amazonas se aplica ao soldo, decide Tribunal

Nos autos do processo nº 0244691-47.2011, em julgamento de...

Últimas

Acusado de espancar idoso em via pública no Distrito Federal é condenado a 37 anos de prisão

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios condenou Gabriel Ferreira de Souza Vidal a 37 anos e...

No Amazonas, militar que responde processo não tem direito ao afastamento para reserva remunerada

O Militar que responde inquérito ou processo em qualquer jurisdição não tem direito ao afastamento para a reserva remunerada,...

Violência Doméstica: Homem é condenado pelo TJAM por ameaçar atear fogo em casa

Luís Carlos Moreira Maciel foi condenado ante o juízo da Vara Única de Nova Olinda do Norte após ser...

Cocaína é substância altamente nociva motivo porque agrava condenação em Manaus

Paulo dos Santos Guedes foi condenado nas penas do artigo 33 da Lei 11.343/2006 pelo juízo da Vara Única...