Flagrante de drogas com apreensão de balanças de precisão firmam condenação por Tráfico no Amazonas

Flagrante de drogas com apreensão de balanças de precisão firmam condenação por Tráfico no Amazonas

O fato de ter ocorrido prisão em flagrante delito, sem vícios que o comprometam, com a apreensão de balanças de precisão com o agente do crime, constituem-se em pressupostos que, associados a outras provas, como o auto de exibição e apreensão, laudo pericial definitivo, depoimentos coesos de agentes de polícia, colhidos sob o crivo do contraditório e da ampla defesa, com os meios e recursos a ela inerentes, firma condenação por tráfico de drogas no Amazonas. A conclusão é da Desembargadora Vania Maria Marques Marinho, nos autos do processo 0727059-33.2020.8.04.0001, ao apreciar, julgar e concluir, como relatora, apelação movida por Wagner Maike Coelho Miranda, lançando voto condutor seguido à unanimidade pela Primeira Câmara Criminal do TJAM.

Nos autos houve denúncia do representante do Ministério Público por tráfico de drogas em concurso material com o delito de porte ilegal de arma de fogo com numeração suprimida, destacando-se a autoria e materialidade suficientemente comprovadas, com depoimento de agentes policiais.

A materialidade e a autoria do crime de tráfico de drogas, insculpido no art. 33, caput, da Lei nº 11.343/2006, restaram, ante a decisão, suficientemente comprovadas nos autos por meio do auto de prisão em flagrante, do auto de exibição e apreensão e do laudo pericial definitivo, firmou a relatora. 

Segundo consta no acórdão, provas posteriormente ratificados por depoimentos prestados ante o primeiro grau de jurisdição, com testemunhas de acusação, sem haver mácula ao contraditório e a ampla defesa, ratificando-se que a balança de precisão fora apreendida em poder do Réu e substâncias entorpecentes acondicionadas em material plástico provavam o crime, além  de também provado o porte ilegal de arma de fogo com numeração suprimida.

Veja o acórdão

Leia mais

Direito à informações é prerrogativa da Defensoria Pública do Amazonas

Ter acesso às informações que são requisitadas dos órgãos públicos é prerrogativa constitucional da Defensoria Pública do Amazonas, mormente porque a Instituição atua na...

Para TJAM, havendo grave comprometimento da ordem pública não há espaço para a liberdade

Célio Domingos da Silva teve pedido de habeas corpus negado pela Desembargadora Carla Maria Santos dos Reis nos autos do processo nº 4004745-35.2021.8.04.0000, mantendo-se...

Mais Lidas

Justiça do Amazonas garante o direito de mulher permanecer com o nome de casada após divórcio

O desembargador Flávio Humberto Pascarelli, da 3ª Câmara Cível...

Diagnóstico unilateral sobre medição de contadores pela Amazonas Energia é vexatório a consumidor

A concessionária de energia elétrica Amazonas Energia não pode...

Homem que ofereceu carona e estuprou adolescente a caminho da escola em Barreirinha-Am é condenado

Nos autos do processo nº0000395-28.2018.8.04.2700, Josinaldo Souza Teixeira recorreu...

Últimas

Pai, madrasta e avó são condenados pelo Conselho de Sentença no TJRO

Terminou em condenação para os três acusados de matar por espancamento e tortura a menina Lauanny Hester Rodrigues, na...

Juiz não está impedido de atuar em processo que tem parte instituição que exerce magistério

A 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) julgou prejudicado o incidente de impedimento de um...

TRF1: É constitucional a fixação de taxa para expedição de ART pelo conselho profissional

A 7ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) decidiu pela legitimidade da fixação de valor da...

STJ mantém prisão de PM acusado pela morte de criança de cinco anos durante patrulhamento no RJ

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Ribeiro Dantas, em decisão monocrática, manteve a prisão do policial militar...