Caso Flávio: TJAM mantém decisão que nega restituição de bens a cunhado de Alejandro Valeiko

Caso Flávio: TJAM mantém decisão que nega restituição de bens a cunhado de Alejandro Valeiko

Nos autos do processo 0687482-48.2020.8.04.0001 e em julgamento de apelação criminal interposta por Igor Gomes Ferreira, cunhado de Alejandro Valeiko, a Primeira Câmara Criminal do Amazonas entendeu que não houve nulidades na decisão do juiz da 1ª. Vara do Tribunal do Júri que decretou a busca e a apreensão de bens contra o Recorrente por concluir haver relevância probatória na manutenção com a justiça dos objetos reclamados em razão do princípio da busca pela verdade real. Os objetos discutidos fazem parte da investigação do “Caso Flávio”, como ficou conhecido o homicídio do engenheiro que ocorreu no dia 29 de setembro de 2019, após uma festa na casa de Alejandro Valeiko, filho da ex-primeira dama, Elizabeth Valeiko.

O Acórdão relata que a decretação da medida se deu não somente pelo fato de Igor Gomes Ferreira ser cunhado de um dos Acusados da Ação Penal em que é apurado praticas delitivas, especialmente o homicídio do engenheiro Flávio, mas por outros crimes que restaram correlacionados. 

Segundo consta na decisão o Recorrente teria sido o primeiro a chegar ao local dos fatos, e houve indícios de que teria auxiliado na fuga do suspeito, Alejandro, para outra localidade, bem como teria participado de fatos apurados à época em que foi proferida a decisão, com demonstração nos autos de que havia ligação direta  entre o Recorrente e um dos suspeitos, ré na ação penal. 

“O Apelante é casado com a Ré do Processo de origem, Paola Valeiko, acusada de praticar Fraude Processual Qualificada, sendo alguns dos objetos apreendidos, inclusive, de sua propriedade, consoante se extrai dos documentos colacionados aos Autos, portanto, que podem ser relacionados com a prática delitiva apurada naqueles autos”, arrematou a decisão de 2º Grau.

Leia o acórdão

Leia mais

Ulterior condenação penal refletiu na perda de objeto de Habeas Corpus, diz desembargadora do TJAM

Habeas Corpus é ação de natureza constitucional cuja finalidade é obter ordem para que se evite constrangimento ilegal ao direito de liberdade ou que...

Em Manaus, acusado de desvio de mais de um milhão de reais do SICOOB mantém preventiva decretada

Ao ser investigado pela autoridade policial pela prática dos delitos de associação criminosa voltada para a prática de furtos sobreveio a prisão preventiva de...

Mais Lidas

Últimas

Lewandowski suspende normas que permitem empreendimentos em cavernas

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu dispositivos do Decreto 10.935/2022, que altera a legislação de...

Ulterior condenação penal refletiu na perda de objeto de Habeas Corpus, diz desembargadora do TJAM

Habeas Corpus é ação de natureza constitucional cuja finalidade é obter ordem para que se evite constrangimento ilegal ao...

OAB-AM divulga edital para projeto arquitetônico do clube dos advogados na Av. Efigênio Sales

A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas (OAB-AM) divulgou na terça-feira (19/01) o edital para o concurso de...

TJAM lança editais de remoção para quatro Varas da Comarca de Manaus

O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas, desembargador Domingos Chalub, divulgou quatro editais para preenchimento de vagas por...